Aderência Cultural ou “Culture Add”

É bastante frequente observarmos companhias caindo na “confortável” armadilha de contratar pessoas com perfis extremamente similares aos do seu time interno.

Na prática a grande maioria das empresas não busca no profissional primeiramente habilidades e talentos necessários para resolver determinado desafio ou problemas mas sim o seu “fit” com o perfil geral da empresa. A ideia é que trazendo pessoas com essa similaridade o profissional irá se adaptar mais rapidamente à cultura e as pessoas da organização consequentemente gerando mais valor ao negócio.

Apesar de aparentemente lógica, essa prática pode ser perigosa pois tende a tornar a empresa um ambiente onde todos pensam, agem, gerenciam e decidem de formas muito similares, o que se opõe diretamente a ideia de ambientes mais questionadores, criativos e inovadores.

Uma tendência casa vez mais bem aceita e com resultados bastante positivos tem sido o princípio de Culture Add onde ao invés dos recrutadores buscarem perfis iguais ou similares, busca-se habilidades, valores, estilos de comunicação, interesses que os novos contratados possam adicionar a organização e consequentemente desenvolver a cultura.

Este principio também está diretamente ligado a Diversidade (em recente estudo apontado pelo Linkedin como o ponto de maior atenção globalmente pelas companhias) e trazendo benefícios a grandes empresas como o Facebook (https://www.forbes.com/sites/larsschmidt/2017/03/21/the-end-of-culture-fit/#136922ca638a).

No seu próximo recrutamento (especialmente de lideranças) considere este ponto como uma grande oportunidade de avançar na evolução de pontos relevantes da sua cultura corporativa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *